Socialize

RSS Feed

Campanha argentina contra o assédio na rua: Respeita – Deixa que caminhem em paz pelas ruas

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, media: 5,00 de 5)
Loading...
3.484 acessos

Uma amiga acaba de compartilhar comigo, na facebook, o vídeo abaixo, feito na Argentina: “Respetá. Deja caminar en paz  por la calle”.

Trata-se de uma campanha “feminista” para a conscientização dos homens da necessidade de eles pararem de assediar, gratuitamente, e como se fosse normal, as mulheres, no meio da rua.

Ouvir um assovio, às vezes – e depende da mulher – pode até envaidecer. Receber um sorriso ou um elogio, também. O problema é que, em geral, a coisa não para por aí: todo dia que saímos na rua, estando de sainha ou calça de moletom, ouvimos uma sucessão de absurdos, cantadas nada galanteadoras, chegando às palavras chulas e até mesmo “passadas de mão”. Em casos mais extremos da cultura da disponibilidade do corpo feminino, temos os atendados ao pudor e os estupros.

O fato é que, sendo mulher, não se pode andar na rua em paz. As interrupções desagradáveis são frequentes e incômodas. Uma invasão desnecessária e, por vezes, revoltante!

Só acho que o vídeo “pecou” ao utilizar somente belas modelos para assediarem o guri. O que, por si só, já foi um pouquinho machista… Espiem aí!

Transcrevo, abaixo, o texto do vídeo, para quem “não se dá muito bem com o Espanhol” ( o meu também não é exemplar, mas fiz o melhor possível! Se alguém tiver correções, sinta-se a vontade de fazê-las nos comentários! 😉 ):

“Pára.

Imagina isso todos os dias desde que tinhas 11 anos.

Agora imagina que não fossem todas mulheres lindas e da tua idade. Mas senhoras grandes, meninas ou avós.

Agora, some o fato de que não vivesses em uma sociedade machista, desde sempre, mas FEMISTA.

Imagina que não podias votar, que não eras uma pessoa (mas sim uma coisa), que não podias trabalhar, que servias para limpar a casa, que servias para cuidar de filhos e que tua mulher usa e abusa de ti. Que podiam te bater e maltratar, e que  tu merecias, por ser homem.

Não espera que seja a tua irmã, mãe, namorada, amiga, etc, a assediada.

Respeita!

Deixa que caminhem em paz pelas ruas!”

E é BEM isso que a gente passa na rua, né gurias?!

Aí virão homens, aqui, comentar este post e dizer: “Ah, mas vocês se arrumam, vão no Salão de Beleza e na Academia pra ficarem mais bonitas/sexies/atraentes, e aí reclamam quando alguém elogia! Não dá pra entender!”.

Mas “peraí”: Nem sempre são elogios o que se escuta: muitas vezes são ofensas! E querer estar mais bonita não é sinônimo de estar disponível ou suscetível a qualquer um que chegue, se aproxime e resolva dizer um monte de MERDA nos nossos ouvidos! Isso quando não resolvem “atacar”, como se fossem animais irracionais! Acho bem diferente, por exemplo, o sujeito me dizer que sou linda de outro falar sobre o tamanho da minha bunda e detalhar o que faria com ela! O.O E isso ACONTECE! E não, não é lisonjeiro!

Ainda com a diferença que não é um “bando de gostosos” que agem dessa maneira!  E mesmo que fosse, as hostilidades não seriam bem vindas!

Ainda assim, creio que eles deveriam ter colocado mulheres de todas as idades e tipos para que o vídeo tivesse ficado mais “real”!

Mas valeu a campanha! Já é um começo…

O que vocês acharam?

Compartilhem! 😉



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Publicado por em 22 de setembro de 2012. Arquivoado em Feminismo,Mundo,Notícias. You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0. You can leave a response or trackback to this entry

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *